Saúde e Medicamentos

    Saúde e Medicamentos

Adesivo Contraceptivo

O que é o adesivo contraceptivo?

É um método de contracepção constituído por um adesivo fino e impregnado de hormonas que são continuamente transferidas através da pele para a corrente sanguínea.

Como é constituído o adesivo contraceptivo?

O adesivo contraceptivo existente no mercado é constituído por 3 adesivos que se colocam durante 3 semanas consecutivas, seguindo-se uma de descanso.

Como funciona?

As hormonas libertadas pelo adesivo evitam que se dê a ovulação. Também espessam as secreções do muco do cérvix, tornando a entrada do esperma no útero mais difícil.

Composição:
  • etinilestradiol  (estrogénio)
  • norelgestromina (progestativo)
Efeitos secundários:

O adesivo contém hormonas semelhantes às das pílulas contraceptivas. Os contraceptivos hormonais não se destinam a toda a gente. A maior parte dos efeitos secundários do adesivo contraceptivo não são graves e os que são, não são frequentes.

Os efeitos secundários mais comuns incluem sensibilidade mamária, dores de cabeça, irritação da pele no local de aplicação, náuseas, doenças do aparelho respiratório, dores menstruais e dores abdominais.

Os riscos graves, que podem pôr em risco a vida, incluem coágulos de sangue, tromboses ou enfartes e são aumentados se for fumadora. O fumo de cigarros aumenta o risco de efeitos secundários cardiovasculares graves, principalmente se tiver mais de 35 anos. As mulheres que utilizam contraceptivos hormonais não devem fumar.

Contra-indicações:

Algumas mulheres não devem utilizar o adesivo contraceptivo, incluindo mulheres que tenham coágulos sanguíneos, alguns tipos de cancro, um historial de ataques cardíacos, bem como as que estão ou podem estar grávidas.

Interações:

Alguns antibióticos, antiepiléticos e anticonvulsivantes são indutores enzimáticos, pelo que podem reduzir o efeito contraceptivo. No caso da toma de algum antibiótico deverá obter-se informações com o médico ou farmacêutico quanto à necessidade de durante esse período usar um método contraceptivo suplementar (preservativo). O médico deverá ser sempre informado do uso do implante quando tiver de prescrever outros medicamentos.

Como aplicar o adesivo contraceptivo?

Pode ser utilizado na parte de fora do braço, na parte superior do tronco (costas), no abdómen ou na nádega.

  • Poder-se-á  selecionar um local diferente cada semana, mas seja qual for o local escolhido, o adesivo tem de permanecer nesse local durante 7 dias.
  • Pode-se utilizar no mesmo local, todas as semanas. No entanto, deve evitar-se colocá-lo exatamente no mesmo ponto. Por exemplo, se o local escolhido para aplicar for no abdómen, quando se colocar o adesivo da semana seguinte, deverá colocar-se no lado oposto.
  • Não aplicar o adesivo em pele vermelha, irritada ou com cortes.
  • Aplicar em pele limpa e seca, sem cremes, óleos ou loções.
  • Retirar primeiro metade da proteção e colar e depois a outra parte, tendo atenção para não tocar com os dedos na parte adesiva.
  • Exercer alguma pressão para que fique bem colado.
  • Só deve ser utilizado um adesivo de cada vez. (Deve retirar-se o usado antes de aplicar o novo).
  • Deve-se verificar o adesivo todos os dias para certificar que está bem colocado.
Quando começar a aplicar?

Existem duas opções:

  • No primeiro dia da menstruação.
  • Num dia específico logo após o início da menstruação (ex. : Domingo). Neste caso é necessário o uso de um contraceptivo não hormonal, como o preservativo, porque poderá falhar a contracepção nos primeiros dias.

Poderá mudar-se da pílula contraceptiva para o adesivo e vice-versa. No entanto, nestas mudanças é necessário ter atenção se a menstruação aparece nos 5 dias seguintes ao último dia de toma da pílula ou aplicação do adesivo para certificar que não está grávida. 

No início da menstruação poderá iniciar-se o novo método, tendo particular atenção que atrasos na toma da primeira pílula ou aplicação do adesivo requerem precauções especiais, pois, tornam-se mais falíveis.

Quando mudar?
Para mudar:

Levantar uma ponta e puxar para trás rapidamente. Se ficarem algumas partes coladas retirar com óleo para bebé. Aplicar o novo adesivo numa área diferente.

  1. Utilizar o adesivo durante 7 dias (semana 1) e no 8º dia (dia de mudança de adesivo) deve retirar-se o usado (que deverá ser dobrado cuidadosamente antes de deitar fora).
  2. Aplicar um novo no 8º dia (semana 2) e novamente no 15º dia (semana 3).
  3. No 22º dia (primeiro dia da semana 4) não usar novo adesivo. (O período menstrual deverá aparecer durante essa semana).
  4. Passados 7 dias começa novamente a aplicação do adesivo.

Nota: Nunca utilizar o adesivo mais do que 7 dias. Passado este tempo deixa de fazer efeito.

Para alterar ciclo:

Poderá antecipar-se o período da menstruação (nunca adiar), colocando o novo adesivo antes da data prevista.

  1. Concluir o ciclo atual de 3 semanas.
  2. Durante a semana de descanso escolher um dia anterior ao de colocação do novo adesivo para a colocação desse adesivo.
  3. Não se deve estar mais de 7 dias sem adesivo.
Acidentes:
  • Esquecimentos de mudança de adesivo superiores a 1 dia: dependendo do tempo e altura do esquecimento, poderá haver necessidade de um método contraceptivo adicional durante 1 semana. Estes esquecimentos poderão levar à alteração do dia de mudança do adesivo.
  • O adesivo descolou poderá exercer-se um ligeira pressão e se não aderir colocar um de substituição.
  • Se o adesivo caiu há menos de 1 dia poderá colar novamente ou colocar um novo. Se caiu há mais de 1 dia deverá colar-se um novo e proceder como se fosse um esquecimento.
Vantagens:
  • O adesivo permite levar uma vida normal: tomar banho, fazer exercício físico, etc. A humidade não afeta o adesivo.
  • Os perigos de esquecimento de tomas são minimizados, uma vez que as trocas são semanais.
Se desejar ENGRAVIDAR?

O adesivo é um contraceptivo reversível. Pode demorar algum tempo até engravidar após interromper a sua utilização, principalmente se os ciclos menstruais eram irregulares antes de utilizar o adesivo. É aconselhável esperar que os ciclos menstruais fiquem regulares naturalmente para poder engravidar.

Resumo das características:

Frequência 1 adesivo por semana durante 3 semanas consecutivas e 1 semana de descanso
Modo de ação Inibição da ovulação
Eficácia >99%
Retorno à fertilidade Rápido após paragem do método contraceptivo
Características Aplicação semanal, absorção não afetada por vómitos ou diarreia, sem efeito de 1ª passagem pelo fígado, níveis hormonais constantes e moderados
Reações adversas mais comuns Dores de cabeça, náuseas, aumento de peso (retenção de líquidos), alterações do humor, dores mamárias
Importante Padrão de hemorragia menstrual regular e previsível, menor probabilidade de esquecimentos, maior incidência de tensão mamária, não recomendado a mulheres obesas, possibilidade de irritação da pele
Amamentação Não deve ser usado
Proteção contra DST e HIV Não protege
Via de administração Transdérmica

Voltar

Medicamentos Dependências Lazer
Analgésicos
Antigripais
Cansaço
Tranquilizantes
Vitaminas








 
Álcool
Drogas
Tabaco








Repelentes de Insetos
Sol/Protetores
Viagens








Primeiros Socorros Vida e Saúde Medicamentos Alternativos
Emergências
Envenenamentos
Picadas de Animais
Animais domésticos
Auto-medicação
Bebé
Contraceptivos
Emagrecer
Impotência Sexual
Menopausa
Vacinas

 
Acupuntura
Chá
Fitoterapia
Homeopatia

Naturopatia
Osteopatia
Quiropráxia
Olhos e Ouvidos
Conjuntivite
Olhos
Ouvidos

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 18-jan-2019