Saúde e Medicamentos

                  

Saúde e Medicamentos

Saúde Animal Perguntas/Respostas 

Colesterol Elevado

O que é o Colesterol?

O Colesterol é uma gordura normal do organismo que resulta da alimentação e é formada naturalmente no fígado. É essencial para a constituição da membrana das células do organismo, para a formação de grande número de hormonas,  a vitamina D e para a digestão (a bílis é formada a partir do colesterol e ajuda na digestão das gorduras).

O colesterol do nosso organismo tem duas origens: a maior parte (75%) é produzida pelo próprio organismo, no fígado; o restante (25%) tem origem na dieta, ou seja, provém dos alimentos que ingerimos ( produtos de origem animal, especialmente ovos, leite e derivados, carnes gordas...).

Os níveis elevados de mau colesterol é um dos principais causadores de ataques cardíacos e de acidentes vasculares cerebrais (AVC), as duas principais causas de morte em Portugal.

Existem várias formas de colesterol:

HDL-C: Lipoproteínas de alta densidade. O bom colesterol. É a forma de eliminação do organismo.

LDL-C: Lipoproteínas de baixa densidade. O mau colesterol. É formado no fígado e leva as gorduras às células. Quando em excesso deposita-se nos vasos sanguíneos, ao longo da vida, levando à aterosclerose.

VLDL-C: Lipoproteínas de muito baixa densidade. É o colesterol da alimentação que depois é transformado no LDL-C.

 

Os Triglicéridos são também gorduras do organismo que quando em excesso são prejudiciais.

 

O valor normal de Colesterol total (HDL-C e LDL-C) pode variar desde 150 a 250mg/dl de sangue. No entanto, nos casos em que há  risco de doença cardiovascular o valor deverá aproximar-se dos valores mais baixos.

Os objetivos são:

Colesterol total

<190mg/dl

LDL-C

<100mg/dl*

Triglicéridos

<150mg/dl

HDL-C

>40mg/dl

* Limite de LDL indicado para pessoas com:

  • Risco cardiovascular muito elevado: < 70mg/dl
  • Risco cardiovascular elevado:<100mg/dl
  • Risco cardiovascular moderado: <115mg/dl

Recomendações da Sociedade Europeia de Cardiologia e Normas de Orientação Clínica da Direção Geral de Saúde.

Os fatores de risco que determinam um valor ideal de colesterol mais baixo são:

  • Excesso de peso;
  • Diabetes;
  • Alimentação desequilibrada;
  • Ausência de exercício físico regular;
  • Hipertensão arterial;
  • Ácido úrico elevado;
  • Angina de peito;
  • Familiares com história de doença cardiovascular (hereditariedade);
  • Fumadores;
  • Mulheres depois da menopausa (até à menopausa os estrogénios mantém o HDL-C elevado  protegendo a mulher dos problemas vasculares);
  • Idade superior a 60 anos.

Deverá realizar-se análises ao colesterol de 5 em 5 anos.

 

Riscos do colesterol elevado

Se o nível de colesterol no sangue estiver elevado (Hipercolesterolémia) ele pode depositar-se nas paredes dos vasos sanguíneos e for mar "placas" que crescem com o tempo, levando à diminuição do diâmetro das artérias e veias (Aterosclerose). Se as placas se desprendem podem formar um coágulo sanguíneo que poderá bloquear a corrente sanguínea (Trombose). Isto é particularmente grave quando acontece no coração (Enfarte do Miocárdio) e no cérebro (AVC - Acidente Vascular Cerebral).

Em resumo, valores elevados de colesterol aumentam a probabilidade de surgir aterosclerose e doença cardiovasculares como angina de peito, enfarte do miocárdio, trombose, etc.

Os estudos mostram que os adultos com baixo nível de colesterol vivem mais tempo e com melhor qualidade de vida do que aqueles que têm um nível de colesterol mais elevado.

Como manter os colesterol normal?
  • Cuidados com a alimentação:

Deve comer

Não deve comer

Óleos vegetais(azeite, óleo de girassol, de soja,.etc.).

Manteiga, margarida e banha.

Leite e iogurte magros ou meio gordos.

Ovos

Fibras (reduzem a absorção de gorduras): hortaliça, feijões, lentilhas, frutos frescos, cereais integrais e saladas.

Frutos em calda e frutos secos doces: ameixas

Carnes magras: frango, coelho.

Carnes gordas, miúdos (fígado, rins) e marisco.

Peixes gordos: sardinha, salmão, atum, etc.

Moderar a quantidade de carne ou peixe por refeição

Pão escuro.

Pão branco

Queijos magros: queijo fresco.

Produtos de charcutaria, enchidos e presunto.

Adoçantes

Açúcar, bolos, compotas, chocolates e rebuçados.

Bebidas alcoólicas e refrigerantes.

Cozidos, grelhados, jardineiras e ensopados

Fritos, assados e refogados

Acompanhar todos os pratos com legumes e saladas.

Alimentos comprados feitos.

Usar cebola, alho, pimentos, tomate e outros vegetais na confecção das refeições.

Molhos, maionese, natas, cremes de barrar, recheios e cobertura de bolos.

Iniciar refeição com sopa de legumes.

  • Exercício físico regular
Como baixar o colesterol?
  • Dieta rigorosa pobre em gorduras;
  • Exercício físico regular;
  • Redução do peso;
  • Medicação

Há vários tipos de medicamentos para o colesterol. Estes só são receitados depois de se verificar que as medidas dietéticas, o exercício físico e redução do tabaco não foram suficientes para o fazer baixar. No caso de já existirem antecedentes familiares ou doença cardiovascular estabelecida então é estabelecida uma medicação adequada.

A escolha, pelo médico, de um determinado medicamento para o tratamento do colesterol elevado dependem de vários fatores como:

  • Idade;
  • Valores de colesterol;
  • Valores de triglicéridos;
  • Fatores de risco associados*
  • Possibilidade de efeitos secundários;
  • Outra medicação que esteja a tomar.
 Os medicamentos atualmente existentes pertencem a três grupos:
  • Resinas - Reduzem a absorção das gorduras. Têm poucos efeitos secundários, sendo por isso usados em mulheres em idade fértil para reduzir o colesterol e as gorduras. Reduzem a absorção de outros alimentos.
  • Fibratos - Atuam sobretudo nos triglicéridos.
  • Estatinas - Reduzem os valores do colesterol por aumento da degradação deste.

Existe, agora, no mercado, alguns medicamentos de venda livre cuja composição é o Glucomanano. É uma substância usada como complemento nos regimes de emagrecimento, mas que tem também alguns efeitos benéficos na redução dos valores de colesterol não muito elevados.

 

Páginas recomendadas:

www.colesterolonline.com
  www.apdp.pt

Voltar

Doenças Infeciosas
Hepatite
Meningite
SIDA
Vacinas
Varicela
Zona





Cuidados Corporais
Cabelo
Caspa
Celulite
Higiene oral
Pele Seca
Piolhos
Próteses dentárias
Queda de cabelo

Dermatologia
Acne
Afta
Calos
Dermatite
Diarreia
Frieiras
Hematomas
Herpes Labial
Micoses
Queimaduras
Varizes

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 18-out-2016