www.linharara.pt
linharara@rarissimas.pt

As Doenças Raras afetam menos de uma em 2000 pessoas. No total afetam 6% da população. Em Portugal poderá haver cerca de 600000 doentes com uma das 5000 a 8000 doenças raras distintas.

 

A asma é uma doença dos brônquios, na qual estes, por ação de estímulos muito diversos ( alérgicos ou irritantes) , se contraem subitamente de forma mais ou menos intensa mas habitualmente temporária...

A infeção pela Legionella pneumophila é uma doença grave que afeta todo o organismo, mas tem inicialmente os sintomas de uma pneumonia. Este microrganismo vive em ambientes aquáticos naturais e coloniza equipamentos que mantenham uma temperatura entre os 20 e 45 graus Celsius...

Infeções respiratórias nas crianças

Com a chegada do frio vêm as infeções respiratórias que afetam sobretudo as crianças em período escolar. As infeções das vias respiratórias são provocada, na sua maioria, por vírus. É o caso da bronquite, da gripe, da constipação e da amigdalite que afetam sobretudo as crianças. Estas doenças são caracterizadas por sintomas como espirros, tosse, lacrimejamento, dores de garganta ou dores no corpo. Quando a infecção se agrava aparecem sintomas como dificuldade respiratória, pieira, febre alta, cansaço e falta de apetite.

Grande parte das doenças que ocorrem com maior frequência durante o tempo frio é provocada por vírus. A estas dá-se o nome de "virose", uma situação caracterizada por febre baixa, secreções no nariz e falta de apetite. Normalmente não originam sintomas graves. No entanto, em algumas crianças podem evoluir para uma infeção bacteriana.

Sintomas mais comuns:
  • Febre baixa;
  • Secreções nasais translúcidas;
  • Tosse seca ou com poucas secreções;
  • Se houver infeção viral da laringe a tosse pode ser irritativa (tosse "de cão").
Como tratar?

Apesar da maioria das situações não exigir grandes cuidados, é necessário estar atento ao aparecimento de sinais de alarme na criança, que indicam uma situação mais grave, tais como:

  • Não brinca;
  • Não dorme bem;
  • Tem febre alta e por mais de 3 dias;
  • Tem vómitos;
  • Tem falta de apetite;
  • Tem dificuldade em respirar ou tem pieira;
  • Tem dores nos ouvidos;
  • As secreções ficam espessas e esverdeadas;
  • A tosse agrava-se.
Prevenção das infecções respiratórias
  • Higiene nasal;
  • Lavar as mãos frequentemente;
  • Ter uma alimentação saudável e rica em vitamina C;
  • Praticar exercício físico;
  • Não guardar os lenços usados.

Doenças Infeciosas
Hepatite
Meningite
SIDA
Vacinas
Varicela
Zona





Cuidados Corporais
Cabelo
Caspa
Celulite
Higiene oral
Pele Seca
Piolhos
Próteses dentárias
Queda de cabelo

Dermatologia
Acne
Afta
Calos
Dermatite
Diarreia
Frieiras
Hematomas
Herpes Labial
Micoses

Molusco contagioso
Queimaduras
Rosácea
Varizes

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 05-nov-2017