Saúde e Medicamentos

    Saúde e Medicamentos

Parasitas Externos

Carraça

Parasita externo, artrópode que se alimenta do sangue do hospedeiro. Parasita os animais domésticos, selvagens e o Homem. Pode viver tanto na superfície da pele do animal como no solo em zonas com vegetação, mas também em muros, etc., à espera de um hospedeiro. Quando encontra um hospedeiro procura um local seguro (cabeça ou pescoço) e introduz o seu aparelho sugador na pele e, durante horas, alimenta-se do sangue do hospedeiro. O seu ciclo de vida é composto por quatro estádios: ovo, larva, ninfa e adulto. As fêmeas alimentam-se sempre de sangue, que necessitam para por os ovos, enquanto os machos raramente o fazem.

As carraças são prejudiciais porque  transmitem doenças e provocam lesões:

  • Lesões pela ação do aparelho sugador na pele;
  • Paralisia por ação das neurotoxinas da saliva;
  • Anemia se as carraças ingerirem grandes quantidades de sangue;
  • Podem transmitir outras doenças causadas por protozoários, bactérias e vírus.
Doenças transmitidas pelas carraças:
  • Babesiose: Doença causada pela Babesia canis e B. gibsoni, caracterizada por febre, anorexia e anemia. É fatal se o cão não for tratado a tempo.
  • Borreliose ou Doença de Lyme: Causada pela bactéria Borrelia burgdorferi que produz quadros de febre, anorexia, poliartrite, miopatias e adenopatias.
  • Ehrlichiose: Doença causada pela bactéria Ehrlichia canis que causa febre, problemas respiratórios, edema e vómitos, na fase aguda.
Ver medicamentos para tratamento de infestação por carraças

Pulga

Inseto de cor castanho escuro que se alimenta exclusivamente do sangue que suga através da pele . Têm três pares de patas, sendo que o último é mais desenvolvido para o salto. Parte do ciclo de vida ocorre na pele do hospedeiro, preferencialmente nas regiões do lombo, dorso, abdómen e do períneo. A outra parte do ciclo ocorre no meio ambiente, onde se reproduz.

As pulgas podem afetar os animais porque:

  • A saliva das pulgas pode causar reação alérgica com prurido e dermatite;
  • Numa infestação muito grande podem provocar anemia, letargia e emagrecimento em animais jovens;
  • Podem transmitir outros parasitas intestinais: Dipylidium caninum.

A transmissão faz-se por contacto direto ou pelos locais onde estiveram animais infestados

As pulgas são transmissores do parasita Dipylidium caninum que é ingerido pelas pulgas quando estão na forma larvar. Pode ser transmitido aos outros animais e às crianças, onde chega ao seu destino final que é o intestino.

Como saber se o animal tem pulgas?

Ao observar meticulosamente a pelagem do cão ou gato, poderemos vê-las a refugiarem-se.

Também se pode observar os excrementos das pulgas na pelagem que parecem pequenos pontos negros, normalmente associados a sujidade. Poderá confirmar tratar-se de excrementos de pulga passando um pouco de algodão embebido em água oxigenada sobre os pontos escuros que desaparecerão deixando evidência de sangue no algodão.

Se o animal desenvolver uma alergia à picada da pulga, vai apresentar prurido intenso e mostrar-se inquieto e mais tarde poderão aparecer as lesões cutâneas (principalmente na região do dorso, junto à base da cauda), como a perda de pêlo e escoriações, causadas pelo auto traumatismo.

Como é o ciclo de vida da pulga?

As fêmeas põem cerca de 30 a 50 ovos por dia. Destes ovos nascem as larvas que após passarem por três mudas consecutivas se transformam em pupas. As pupas permanecem latentes até que surjam condições ambientais propícias. 

Quando se reúnem essas condições favoráveis, as pupas transformam-se em pulgas adultas. A pulga adulta não emerge automaticamente de seu casulo. Pode, manter-se no casulo até que detecte um hospedeiro próximo. As crisálidas maduras podem detectar as vibrações de um hospedeiro detectando o dióxido de carbono, e certos padrões do som e da luz.

A pulga fêmea começa a produzir ovos dentro de 24-48 horas após a sua primeira refeição de sangue e colocará os ovos continuadamente até que morra. A extensão de vida média da pulga adulta é de 4-6 semanas.

Quanto tempo dura o ciclo de vida da pulga?

Se as condições ambientais forem propícias, principalmente no Verão, o ciclo pode completar-se em cerca de 15 dias. No entanto, em condições adversas, como no Inverno, a duração pode alargar-se até um ano.

Onde é que se podem encontrar as pulgas dentro de casa?

Quando se reúnem essas condições favoráveis, as pupas transformam-se em pulgas adultas. A pulga adulta não emerge automaticamente de seu casulo. Pode, manter-se no casulo até que detecte um hospedeiro próximo. As crisálidas maduras podem detectar as vibrações de um hospedeiro detectando o dióxido de carbono, e certos padrões do som e da luz. 

Grande parte do ciclo de vida da pulga desenvolve-se no solo, no chão, em mantas, alcatifas, sofás, etc. Consequentemente, a higiene numa casa com animais deve ser pormenorizada.

Em que época do ano são mais frequentes?

Embora a maior incidência seja durante os meses da Primavera e Verão, devemos ter em conta que os sistemas de aquecimento e as alcatifas garantem condições favoráveis ao desenrolar do ciclo de vida da pulga. Consequentemente, a prevenção deve ser feita durante todo o ano.

Ver medicamentos para tratamento de infestação por pulgas

Voltar

Dependências Lazer
Álcool
Drogas
Tabaco








Repelentes de Insetos
Sol/Protetores
Viagens








Vida e Saúde Medicamentos Alternativos
Animais domésticos
Auto-medicação
Bebé
Contraceptivos
Emagrecer
Impotência Sexual
Menopausa
Vacinas
Acupuntura
Chá
Fitoterapia
Homeopatia

Naturopatia
Osteopatia
Quiropráxia

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 15-dez-2018