Saúde e Medicamentos

                  

Saúde e Medicamentos

Saúde Animal Perguntas/Respostas 

Tabaco

O tabaco, seus efeitos prejudiciais, porquê deixar de fumar...

O tabaco é uma das principais causas de doenças evitáveis. Prejudica o fumador e os outros que o rodeiam, por serem obrigados a respirar o fumo que é lançado para o ar. 

Quais são os efeitos prejudiciais do tabaco?

São vários e resultam do efeito do fumo que é inalado. Os componentes do fumo são:

Monóxido de carbono - reduz a quantidade de oxigénio nos tecidos, aumenta a viscosidade do sangue e provoca lesões nas veias e nas artérias.

Alcatrão - provoca cancro em vários órgãos (pulmão, brônquios, boca, garganta, bexiga...).

Gases irritantes - Estimulam a produção de muco no pulmão e nos brônquios, dificultam a expectoração, provocam tosse, bronquite crónica, asma.

Nicotina - é o componente principal do tabaco. É tóxica e provoca dependência, subida da pressão arterial, aumento da necessidade de oxigénio pelo coração e vasoconstrição. Aumenta o açúcar e as gorduras no sangue.

Estes efeitos surgem no fumador e nos que o rodeiam.

O que é a dependência ao tabaco?

É o resultado da habituação do organismo à nicotina. Obriga a pessoa a fumar, quando o nível no sangue baixa. A dependência ao tabaco é dupla: Física e Psíquica.

Manifesta-se por sintomas, tais como: nervosismo, irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração e insónias, pensamento fixo no tabaco e obsessão em ter o cigarro na mão.

Como se desenvolve a dependência

Que fazer para deixar de fumar?
  1. Escolher bem o dia em que vai deixar de fumar (uma data especial, um aniversário, férias ou fim-de-semana).
  2. Avisar a família e os amigos.
  3. Iniciar uma vida mais saudável.
  4. Manter uma alimentação racional, rica em fruta, legumes, produtos lácteos, etc.
  5. Iniciar uma vida mais saudável.
  6. Reduzir a ingestão de café e de bebidas alcoólicas.
  7. Fazer exercício físico.
  8. Tentar relaxar-se e manter-se ocupado, quando tiver uma grande vontade de fumar( aprender a reagir à vontade de fumar).
  9. Evitar ocasiões que aumentam a vontade de fumar (reuniões sociais,...).
  10. Pensar nas vantagens do abandono do tabaco (fazer uma lista dos motivos que justificam a decisão)
Há 4 fases para o abandono do tabaco:
  1. Pensar nas vantagens.
  2. Mentalizar-se para parar de fumar.
  3. Parar repentinamente.
  4. Esforçar-se para se manter sem fumar, se necessário com a ajuda de medicamentos.

Deve ser feito um esforço para não regressar ao tabaco. Poderá haver um aumento do peso, por isso deve ser mantida uma alimentação saudável, pobre em doces e gorduras, para que não recomece a fumar para voltar à linha.

O tabaco não é benéfico. Só prejudica a saúde de quem fuma e dos que o rodeiam. Não afirma a sua personalidade nem estimula o trabalho intelectual.

Quais as vantagens do abandono do tabaco?

Para o fumador:

  • Deixar de gastar dinheiro inutilmente (poderá poupar cerca de 1700€/ano se fumar 1 maço por dia).
  • Passar a ter um hálito fresco. Os dentes e os dedos deixam de estar manchados.
  • Respirar com maior facilidade, mesmo após um exercício físico (corrida, subida de escadas,...).
  • Deixar de se matar lentamente.
  • Deixar de tossir por causa do tabaco.
  • Evitar as constipações e os problemas respiratórios.
  • Evitar outros problemas de saúde, como doenças cardíacas, pulmonares, cancro.
  • A frequência cardíaca e a tensão arterial baixam.
  • O nível de monóxido de carbono no sangue reduz para os valores normais.

Para a família e amigos:

  • Passarão a respirar ar mais puro.
  • As crianças estarão menos sujeitas a problemas respiratórios.
  • Haverá menor probabilidade dos seus filhos começarem a fumar.
  • Será um bom exemplo para todos.

Nicotina para abandonar a ... nicotina

Muitas das pessoas que tentam deixar de fumar não resistem aos sintomas de privação da nicotina. Daí que uma das maneiras de combater o tabagismo seja através da chamada terapia de reposição da nicotina, uma terapia de transição em que se proporciona ao fumador nicotina, mas sem o inconveniente dos efeitos tóxicos do tabaco. Trata-se, no fundo, de aliviar o desejo agudo de fumar e de atenuar os sintomas da síndrome de abstinência, de uma forma gradual até que o fumador já não sinta falta do cigarro. Existem em várias formulações:

  • Adesivos;
  • Pastilhas;
  • Inaladores.

Existe atualmente  um medicamento na forma de comprimido que se destina à terapia dos dependentes de tabaco e que não contem nicotina na sua  composição.

  • Vareniciclina.

17 de Novembro Dia Nacional do Não Fumador

 

Voltar

Doenças Infeciosas
Hepatite
Meningite
SIDA
Vacinas
Varicela
Zona





Cuidados Corporais
Cabelo
Caspa
Celulite
Higiene oral
Pele Seca
Piolhos
Próteses dentárias
Queda de cabelo

Dermatologia
Acne
Afta
Calos
Dermatite
Diarreia
Frieiras
Hematomas
Herpes Labial
Micoses
Queimaduras
Varizes

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 18-out-2016