Saúde e Medicamentos

 Hemorróidas

São dilatações das veias que ligam o reto ao ânus. Podem ser assintomáticas ou não. Podendo neste caso ser sinal de complicação.

Podem ocorrer em qualquer idade, mas é mais frequente entre os 21 e 64 anos e mais comuns nas mulheres.

Classificação:

  • Externas
  • Internas

As externas são visíveis, palpáveis e dolorosas.

As internas apenas são detectáveis por anuscopia e são indolores (porque não há nervos nesta região). Se complicadas, podem descer a linha anorretal e ultrapassar o esfíncter anal, por prolapso, ocasionando dor intensa. Quando não são tratados podem infectar e gangrenar.

Sintomas:

  • Ardor
  • Irritação
  • Prurido
  • Desconforto
  • Dor
  • Retorragia (Hemorragia pelo ânus)
  • Tumefação

A hemorragia sem dor é o sintoma mais comum das hemorróidas internas. O sangue pode apenas sujar o papel higiénico ou ser mais abundante e surgir à superfície das fezes. É, geralmente, vermelho vivo e é mais provável surgir durante a defecção, particularmente na presença de obstipação.

Fatores predisponentes:
  • Dieta pobre em fibras
  • Ingestão insuficiente de água
  • Doenças metabólicas ( diabetes, gota, etc.)
  • Ocupação (permanência de pé ou sentado durante longos períodos)
  • Falta de exercício físico
  • Hereditariedade
  • Obstipação
  • Diarreia
  • Gravidez
  • Tumores pélvicos
  • Hipertensão portal
  • Infecção/inflamação anal

Terapêutica

O tratamento das hemorróidas não complicadas faz-se, sobretudo recorrendo ao uso de medicamentos tópicos para alívio dos sintomas e a mudanças dietéticas favorecendo o amolecimento fecal.

O médico poderá, eventualmente , receitar medicamentos venotrópicos para melhorar a circulação nas veias retais. A eficácia destes medicamentos não está totalmente comprovada nesta situação.

Os medicamentos de aplicação local contêm na sua composição:

  • Base lubrificante/emoliente;
  • Substâncias cicatrizantes;
  • Anestésicos locais para alívio da dor;
  • Corticosteróides como anti-inflamatórios

Terapêutica não farmacológica:

  • Banhos de assento com água tépida
  • Limpeza não agressiva da região anal e perianal depois de cada defecação
  • Ingerir fibras
  • Beber bastante água
  • Evitar o consumo de certos alimentos (Álcool, café, queijo, chocolate, alimentos condimentados, etc.)
  • Evitar o uso de roupas interiores sintéticas.

Medicamentos de venda livre disponíveis:

  • Levedura 10mg + Óleo de fígado de tubarão 30mg/g em pomada ou supositórios com levedura 23mg + Óleo de fígado de tubarão 69mg

Aplicar 2 x dia

  • Cinchocaína 10mg/g em pomada

Aplicar 3 x dia

  • Óxido de zinco + Dióxido de titânio + Hamamélia + Tetracaína

Aplicar 2 x dia

  • Policresaleno 50mg+ Cinchocaína 10mg/g pomada

Aplicar 2 x dia

  • Ruscogenina 5mg + Trimebutina 58mg/g em pomada ou supositórios com Ruscogenina 10mg+ Trimebutina 120mg

Aplicar 2 x dia

  • Tribenosido 50mg + Lidocaína 20mg /g em pomada

Aplicar 2 x dia

Medicação oral:

 

  • O-(B-hidroxietil)-rutosídeos
  • Escina
  • Castanha da Índia
  • Centelha Asiática
  • Videira Vermelha

>>> saber mais <<<

 

Voltar

Dependências Lazer
Álcool
Drogas
Tabaco








Repelentes de Insetos
Sol/Protetores
Viagens








Vida e Saúde Medicamentos Alternativos
Animais domésticos
Auto-medicação
Bebé
Contraceptivos
Emagrecer
Impotência Sexual
Menopausa
Vacinas
Acupuntura
Chá
Fitoterapia
Homeopatia

Naturopatia
Osteopatia
Quiropráxia
Tisanas

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 07-jan-2018