Saúde e Medicamentos

                  

Saúde e Medicamentos

Saúde Animal Perguntas/Respostas 

Diarreia

A diarreia consiste no aumento da frequência da necessidade de defecar e em que as fezes poderão ser mais ou menos líquidas. Esta situação origina perda de água e sais minerais.

Grande parte da água que atinge o intestino é reabsorvida. Quando existe qualquer desequilíbrio que afeta a capacidade de absorção da água, esta é eliminada nas fezes, causando diarreia.

Tipos de Diarreia:
  • Aguda
Tem um início súbito e pode durar 4 a 10 dias.

  • Crónica
Diarreia de duração superior a 1 mês.

Sintomas associados:
  • Náuseas
  • Vómitos
  • Flatulência
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Dores no corpo
  • Fraqueza
  • Sangue nas fezes

 

Possíveis causas:
  • Infecção (na diarreia aguda);
  • Intolerância à lactose;
  • Cancro do intestino;
  • Doença de Crohn;
  • Colite ulcerosa;
  • Doença celíaca;
  • Medicamentos (antibióticos, laxantes, anti-ácidos, adoçantes artificiais, etc.).

 

Nas crianças a causa mais frequente é infecção viral por Rotavírus e pode durar até 21 dias, sendo de fácil contágio.

Nos adultos a causa mais frequente é infecção bacteriana ou parasitária sendo a transmissão feita através de alimentos contaminados.

Sempre que surja diarreia em várias pessoas ao mesmo tempo e que tenham estado em contacto ou ingerido os mesmos alimentos é muito provável que seja uma diarreia infecciosa.

 

Diarreia do Viajante

É uma diarreia de origem bacteriana, que surge, geralmente, quando a pessoa se desloca para uma região com más condições sanitárias. Não é contagiosa e é causada pela ingestão de alimentos contaminados.

 

A maior parte dos casos apresenta melhorias e 3 a 5 dias, mesmo sem tratamento.

Terapêutica

A primeira medida na diarreia aguda consiste na reposição de água e eletrólitos e substituição da flora intestinal. Os medicamentos obstipantes não estão indicados nas diarreias infecciosas pois não permitem a eliminação dos agentes e podem prolongar os sintomas e agravar a situação.

A toma dos substitutos da flora intestinal devem ser espaçadas dos antibióticos para que não haja inativação do seu efeito.

  • Sais de reidratação em carteiras:
    • Bicarbonato de sódio
    • Cloreto de potássio
    • Cloreto de sódio
    • Glucose
  • Substitutos da flora intestinal:
    • Lactobacilos casei em cápsulas ou carteiras
    • Saccharomyces boulardii cápsulas ou carteiras
  • Obstipantes:
    • Loperamida em Comprimidos ou Xarope

Ver mais informação sobre medicamentos para diarreia

Sinais de Desidratação:

Ligeira:

Mucosa oral seca
Sede aumentada

Moderada:

Olhos encovados
Perda da elasticidade da pele

Grave:

Pulso rápido
Respiração acelerada
Cianose
Hipotensão
Extremidades frias
Letargia
Coma

Precauções com a diarreia:

Mulheres que tomam contraceptivos orais deverão ter cuidados acrescidos, pois pode haver perda da eficácia contraceptiva.

Medicamentos não sujeitos a receita médica disponíveis
  • Saccharomyces boulardii 250 mg cápsulas;
  • Lactobacillus casei 1500 mg saquetas e cápsulas doseadas a 250mg;
  • Loperamida 2mg em cápsulas ou comprimidos;
  • Loperamida 2mg + simeticone 125mg comprimidos;
  • Bicarbonato de sódio + Cloreto de potássio + Cloreto de sódio + Glucose em carteiras.

Voltar

Doenças Infeciosas
Hepatite
Meningite
SIDA
Vacinas
Varicela
Zona





Cuidados Corporais
Cabelo
Caspa
Celulite
Higiene oral
Pele Seca
Piolhos
Próteses dentárias
Queda de cabelo

Dermatologia
Acne
Afta
Calos
Dermatite
Diarreia
Frieiras
Hematomas
Herpes Labial
Micoses
Queimaduras
Varizes

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 18-out-2016