Saúde e Medicamentos

Picadas e Mordeduras

Cobra    Lagarto    Aranha    Escorpiões    Abelha    Carrapato    Alforreca    Peixes

Picada de COBRA

Etiologia
Fatores que agravam a picada:
  • Idade,
  • Tamanho,
  • Saúde,
  • Localização (tronco, face ou membros),
  • Cobra,
  • Bactérias da boca da cobra,
  • Esforços feitos.

Sinais e Sintomas
Sensação de queimadura, tumefação, gangrena, febre, náuseas e vómitos, colapso circulatório, sangramento, cãibras musculares, constrição, delírio e convulsões.

Dados Laboratoriais
Em casos graves: anemia, leucócitos, plaquetas, CID (coagulação intravascular disseminada).

Terapia
Verificar se a cobra é venenosa.

Primeiros socorros
Repouso, imobilização do membro, torniquete. A incisão e sucção removem 20% do veneno ser for dentro de 30minutos. Não dar estimulantes. Dar líquidos para evitar desidratação.

Tratamento hospitalar

O antídoto é vital nas picadas graves. No tratamento com antídoto polivalente anticrotálico, reconstituir um frasco com 10ml de água destilada.

Outros tratamentos

Manter a respiração, fornecer antídoto antitetânico, dar antibióticos, fasciotomia, alívio da dor, combater o choque e o sangramento, glucocorticóides (só para aliviar os sintomas).

Prevenção
Usar botas altas, ter à mão faca, garrote, anti-sépticos e antídoto.

Picada de LAGARTO

Etiologia

Os lagartos venenosos são apenas o monstro de Gila e o lagarto perolado do México.

Sinais e Sintomas
Lesão, dor, edema, eritema, náuseas, vómitos, visão turva, dispeneia, disfonia e fraqueza.

Terapia
Garrote, resfriar a área, tratar a infecção e aliviar a dor.

Picadas de ARANHA

A picada por Viúva-negra dá dores e cãibras intensas.

Tratamento
Alívio da dor, banhos quentes, 10ml de gluconato de cálcio a 10% para as cãibras. Se for grave: 2,5ml de antídoto para Latrodectus em solução salina IV.

A picada de Aranha Castanha Reclusa (Loxosceles) dá sensação de queimadura, dor intensa, necrose e formação de bolhas, por vezes sintomas sistémicos.

Tratamento
Se a dor for grave: corticosteróides e desbridamento.

Picadas de ESCORPIÕES

Entorpecimento, estado hiperexcitável, coma e convulsões, morte.

Tratamento
Compressas frias e analgésicos brando, se o estado for grave: antídoto, diazepam, combater o choque e a desidratação.

Picadas de ABELHA, Marimbondo, Vespão e VESPA

Sinais e Sintomas
Dor nítida, pústula e eritema, prurido.
Perigo se abelha for deglutida ou inspirada, edema da glote ou da laringe.
Reacções mais graves e letais em caso de alergia.

Tratamento

Remover o ferrão, aplicar torniquete e compressas de gelo. Em caso de anafilaxia dar epinefrina 1:1000 0,3-0,5ml cada 20 a 30 minutos, manter as vias aéreas desobstruídas, vasopressores e O2 se necessário.

Picada de CARRAPATO

São vetores para a febre maculosa das Montanhas Rochosas, febre Q, tularemia, borreliose, babeliose, doença de Lyme.

Paralisia provocada por carrapato: paralisia flácida, ascendente; as vítimas são principalmente crianças com carrapatos escondidos no cabelo.

Sinais e Sintomas
Pápula, gânglio.

Tratamento
Remover o carrapato.
Em caso de paralisia deve ser feito o diagnóstico diferencial: poliomielite, difteria, síndroma de Guillain-Barré, síndroma de Eaton-Lambert, miastenia grave, botulismo.

Picada de ANIMAIS MARINHOS

Caravela (alforreca), água-viva 

Tumefação, eritema, cãibras musculares, náuseas e vómitos.

Tratar com água salgada e retirar os tentáculos.

Picada de PEIXE VENENOSO

A barbatana dorsal dos tubarões de cabeça grande, cação, peixe rato e lampreia é venenosa.

Tratamento
Imersão em água quente e desinfetar

A cauda da Arraia dá dor local e ocasional absorção sistémica.

Tratamento
Faixa elástica, lavar com água salgada e remover os fragmentos.

 

Bibliografia

Compêndio de Medicina Interna 13ª edição, Harrison.

Tratamento das Intoxicações Agudas 3ª edição, Dr. José Leitão.

Voltar

Dependências Lazer
Álcool
Drogas
Tabaco








Repelentes de Insetos
Sol/Protetores
Viagens








Vida e Saúde Medicamentos Alternativos
Animais domésticos
Auto-medicação
Bebé
Contraceptivos
Emagrecer
Impotência Sexual
Menopausa
Vacinas
Acupuntura
Chá
Fitoterapia
Homeopatia

Naturopatia
Osteopatia
Quiropráxia
Tisanas

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 07-jan-2018