Saúde e Medicamentos

    Saúde e Medicamentos

Vacina da Gripe

A vacinação contra a gripe sazonal tem por objetivo reduzir a probabilidade de infecção e a gravidade da doença. Todos os anos as estirpes de vírus em circulação alteram-se e, por isso, a vacina é alterada de modo a assemelhar-se às estirpes em circulação. Quando as estirpes da vacina são semelhantes às em circulação consegue-se prevenir 70 a 90% dos casos de doença.

A vacinação está indicada em pessoas de elevado risco e com complicações associadas. É baseada em recomendações oficiais. >>>>>ver<<<<<

O período de incubação da gripe é de alguns dias, por isso, se houver exposição ao vírus da gripe imediatamente antes da vacinação pode-se desenvolver a doença. A vacina não protege conta as constipações apesar de terem sintomas parecidos.

Composição da vacina contra a gripe; Época de 2018/2019

A gripe é uma doença que se pode espalhar rapidamente e é causada por diferentes tipos de estirpes que podem mudar todos os anos. Por isso é necessário vacinar todos os anos.

A vacina  da época de 2018/19 é composta por antigénios de superfície inativados de vírus influenza (hemaglutinina e neuraminidase) das estirpes:

  • Tipo A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09 – estirpe análoga (A/Singapore/GP1908/2015, IVR-180) 15 microgramas de HA;
  • Tipo A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2) – estirpe análoga (A/Singapore/INFIMH-16- 0019/2016, NIB-104) 15 microgramas de HA;
  • Tipo B/Colorado/06/2017 – estirpe análoga (linhagem B/Victoria/2/87) (B/Maryland/15/2016, NYMC BX-69A)15 microgramas de HA;
Contra-indicações:
  • Alergia aos componentes ativos ou qualquer outro componente;
  • Alergia às proteínas do ovo  e da galinha e aos antibióticos: gentamicina, canamicina, neomicina, formaldeído ou brometo de cetiltrimetilamónio (consoante a vacina);
  • Estado febril ou infecção aguda;
Precauções de utilização:
  • Devem ser administradas por via muscular ou subcutânea profunda a nível do músculo deltóide e não podem ser administradas por via endovenosa;
  • Devem ser dadas por profissionais qualificados e que disponham de tratamento médico apropriado no caso de reação anafilática após administração;
  • Pode ser administrada durante a gravidez, a partir do segundo trimestre, e durante o aleitamento.
Interações com outros medicamentos:
  • A resposta imunológica pode ser reduzida em doentes a tomar imunossupressores, como corticosteróides, citotóxicos ou radioterapia;
  • Pode ser administrada com outras vacina desde que em membros diferentes.
Efeitos Secundários:
  • Cefaleias (dor de cabeça), mal-estar, fadiga, febre, mialgias (dores musculares) e artralgias (dores nas articulações) - semelhante a um síndroma gripal;
  • Reação inflamatória local, com edema, dor, equimose, etc.;
  • Raramente: reação cutânea generalizada (alergia), como urticária e exantema inespecífico;
  • Muito raramente: Nevralgia, parestesia, convulsões, trombocitopénia transitória, choque, encefalomielite, nevrite, síndrome de Guillain-Barré e vasculite.

As reações desaparecem, normalmente, em 1 a 2 dias sem tratamento.

As reações alérgicas são raras, mas podem levar a uma emergência médica com falha do sistema circulatório ou com inchaço na cabeça, pescoço, face, lábios, língua e garganta.

Precauções de conservação:
  • Conservar no frigorífico a temperaturas entre 2 e 8 ºC e ao abrigo da luz;
  • Utilizar dentro do prazo de validade.
Posologia:

Em adultos e crianças com mais de 36 meses a dose é de 0,5ml. Em crianças dos 6 aos 35 meses a dose é de 0,25ml. No caso de ser a primeira vez que a criança é vacinada deve-se administrar uma segunda dose 4 semanas depois.

Voltar

 

Olhos e Ouvidos    
Conjuntivite
Olhos
Ouvidos

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última atualização em 09-fev-2019